O Nosso quarto #Design on the budget

Atualizado: Jan 9


Vamos falar do meu quarto, sim?

Sempre acreditei que o meu quarto era o meu ''palate cleanser'', muito chic portanto (ahah), mas isto de forma muito séria porque a verdade é que trabalhei muito tempo quase a 100% em decoração / design interiores etc... e seja na fase em que trabalhava na empresa da minha mãe ou na fase em que era jornalista de revistas de decoração, era constantemente bombardeada de informação nova, novidades de peças e tecidos, tendências, cores, estilos tudo e mais alguma coisa. Quando chegava a casa, especialmente ao quarto e na hora de desligar a última coisa que me apetecia era um quarto cheio, com muita informação e muito marcante.

Durante muitos anos isto funcionou para mim.

Mas muita coisa mudou na minha vida entretanto.

Na nossa casa antiga, o quarto era mínimo e de facto este mood all white era o ideal para o fazer sentir mais arejado e espaçoso. No que tocava a mobiliário era também tudo muito básico, não só porque era o que tínhamos e sendo a primeira casa não havia mais nem melhor (eheh) mas porque não cabia muito e precisávamos de móveis utilitários mais do que peças decorativas.

Para quem é novo seguidor ou para quem nunca visitou a nossa antiga casa (e aqui não literalmente) no blogspot, no inicio do blog, já lá vão uns 5 anos, ficam algumas imagens de um post que fiz na altura sobre a decoração do nosso quarto.

Como veem a coisa era mesmo, mesmo muito clean e ainda adoro tudo e era capaz de continuar a ter o quarto assim, mas...

Mas nesta casa a história é outra. O nosso quarto é quase o dobro do tamanho do outro. Proporcionalmente é dos espaços desta casa com mais área útil.

Eu sei isto parece tudo maravilhoso. Mas não é.

Se um espaço pequeno pode ser um problema, um espaço grande nem sempre é sinónimo de - mais/melhor.

Na verdade um espaço grande e com a particularidade de ter muita luz, pode parecer tão ou mais desconfortável do que um espaço pequeno e com muito pouca luz.

Num quarto grande branco, com muita luz, a sensação é de não haver um início nem um fim de àrea visível, é vago, é pouco cozy não é confortável nem acolhedor.

Por isso tomei uma decisão - vou passar do 8 ao 80.

Quero algo mais arrojado e marcante.

Peguei numa série de inspirações que tinha de outros projectos que fiz e de imagens que fui recolhendo ao longo do tempo e pus me a pensar como ia conseguir transformar o meu quarto boring num espaço digno de Pinterest! O senão: isto tem que ser feito com o budget que temos que é pequeno ou mesmo nenhum ( e não é sempre?!).

Neste momento o meu quarto é isto :

Nunca a expressão ''tela em branco fez tanto sentido'' certo?

A cama é a única coisa nova, comprámos nos últimos saldos da La Redoute e adoramos, mas brilha 0 neste espaço vago e vazio... Os espelhos da Chiado Vintage e os candeeiros da Fusion Interior Design são das minhas peças preferidas e que vou, não só aproveitar como dar-lhe ainda mais valor com o upgrade do espaço. Já as mesas de cabeceira do IKEA com quase 6 anos, já nem as posso ver à frente, além de já nem fazerem sentido porque no que toca a ergonomia não funcionam em relação a esta cama que é muito mais baixa do que a nossa cama anterior.

Resumindo, temos algumas peças que podemos usar mas há uma ou outra que trocaria ou trocarei se conseguir.

O bottom line deste projecto é mesmo o que diz o titulo - design on a budget - e é um desafio a mim mesma, e um bom motivador para quem está desse lado e está querer mudar e não gastar fortunas.

A ideia:

- Tornar o espaço mais acolhedor e escolher um tom escuro mas cool, já temos duas cores em mente;

- Trabalhar texturas metálicas para criar contraste com a cor escolhida e realçar os tons das madeiras, seja a da cama seja, a madeira do chão;

- Introduzir padrões e texturas nos tecidos do quarto de forma q.b. para não ficar muito cheio, mas que crie um equilíbrio visual e mais dinâmico;

- Criar uma zona de trabalho pequena e discreta para o António;

- E integrar o meu tocador antigo no meio disto tudo;

As cores :

O azul noite, que adoro.

Andava-me apetecer imenso usar esta cor mas ainda não sabia onde usar!

A casa tem uma linha de continuidade em toda a decoração que vai muito pelos verdes, verde-agua etc... e por isso quase que me apetecia quebrar essa linha fazer uma coisa mesmo assumidamente diferente.

Este tom com a luz do nosso quarto iria ficar a lindo.

Por outro lado o verde é o meu calcanhar de Aquiles, no melhor dos sentidos, não resisto.

Adoro verde como já devem ter percebido.

Acho que é uma cor super transversal a vários estilos e muito versátil no que toca à conjugação de padrões e texturas de tecidos e até materiais como as madeiras e os lacados.

Bem, basicamente não faço ideia qual escolher, mas a ideia é olhar para um pantone e decidir entre duas cores, um tom de azul e um tom verde e fazer amostras, a primeira dica e talvez a mais importante nesta fase é - não gastar uma fortuna em amostras e escolher 10 referências, mais vale escolher duas ou três e decidir a partir daí. Quanto mais oferta mais confusão.

Não há nada como ver a cor no espaço, na luz, no ambiente onde irá viver e ver como funciona, idealmente se houver já alguma peça/tecido etc... ver tudo junto!

E claro, vou mostrar tudo por aqui.

Vamos lá fazer um quarto lindo com um budget pequeno?