top of page

Flower design : Arranjo de inverno.

e o que é e para que serve um ''frog''?

Não, não estamos a falar de animais do pântano, mas sim de uma peça de florista que hoje em dia, e especialmente em Portugal se vê muito pouco.

Na prática é uma estrutura de metal com picos que ajuda a estabilizar as flores e é portanto ideal para quem quer fazer um arranjo mais minimalista e portanto com menos suporte de flor e que precisa de manter os pés do arranjo num local fixo.

Eu uso pouco porque só tenho um antigo que herdei da minha avó, mas cada vez mais acho que é uma peça que devia voltar à comercialização por ser óptima para facilitar a criações de design mais elaborados, especialmente para principiantes!

Ora bem, sapos à parte, resolvi desenvolver um arranjo de inverno para vocês, e tenciono cada vez mais fazer proposta de flower design por estes lados! Boa?

Existe muito o (pré)conceito de que no inverno ''não há '' flores, ou que pelo menos a oferta é menor, o que não deixa de ser verdade. Mas que pode e deve ser encarado como um desafio para misturar flores que à partida não iríamos usar.

Para este arranjo escolhi dois tipos de flores - umas mais delicadas e elegantes, a rosa ‘Leander’e umas mais rústicas como o algodão e um galho coberto de musgo e com uma pinha.

A ideia de misturar estes dois elementos que até podem parecer quase contraditórios é para criar mais interesse e dinâmica e dar ênfase a este tema invernal. > Primeiro, começo por colocar na base da minha jarra o meu ''frog'' ainda com a jarra sem água ( que é a ultima coisa a entrar);

> O segundo passo neste tipo de arranjo é colocar a flor que será o nosso 'focal point'. Escolhi a rosa como foco principal para que não fique demasiado rústico. Escolho uma posição e espeto o pé no ''frog'' de forma a fixar e a desenvolver o arranjo à volta deste ponto pri