Table Setting, as novas não-regras!

November 20, 2017

 

Compreendo e respeito a formalidade das coisas, mas sou realista. 

Já não há casas gigantes, mesas enormes, já não há empregadas à antiga, já não há muita coisa. Mas isso não significa nada, ou quase nada. 

 

A vida mudou, os dias são mais preenchidos, as casas mais pequenas, o modo de vida é completamente diferente de há 20 anos atrás, ou mesmo 15 e isso reflete-se nas nossas casas e como as vivemos. 

 

Hoje, as mesas não são feitas de regras e imposições, não só formais ou informais. 

 

Hoje as mesas, devem refletir exactamente o nosso estilo de vida.

 

Aqui em casa o ''sentar a mesa'' é sinónimo de partilha, de festa de um momento único e sempre especial. Para mim, especificamente é um momento para dar o melhor de mim a quem convido a sentar, o melhor não só da refeição, mas do ambiente do pormenor, do cuidado que ponho em cada coisa que faço!

 

 

Para mim, as regras são importantes, mas algumas especialmente as mais limitativas são para serem quebradas. 

 

Numa mesa tradicional, sobre as ''regras da etiqueta'' devemos : 

 

 

  • Ter sempre o garfo do lado esquerdo do prato;

  • A faca do lado direito do prato com o lado do corte virado para dentro;

  • O copo ou taças do lado direito acima do prato;

  • O guardanapo pode ficar em cima do prato ou do lado esquerdo;

  • A base ou individual do prato deve ser colocado a 3 cm da borda da mesa;

  • Quando temos mais talheres, o correto é usa-los  pela ordem, de fora para dentro;

  • Os talheres de sobremesa devem ficar acima do prato. A sequência é uma faca (colada no prato), com o cabo virado para a direita e serra voltada para o prato, um garfo com o cabo virado para a esquerda e uma colher com o cabo virado para a direita.

  • Para os pratos  seguem a mesma lógica. Em baixo fica a base sob o prato principal (grande e raso que é utilizado para alimentos quentes). E por último o prato para a entrada (pequeno e raso para saladas). Em cima de todos vem o prato fundo onde são servidas as sopas ou massas.

  • O pratinho de couvert fica acima do prato principal, à esquerda e a faca sobre ele com o corte voltado para esquerda.

  • O garfo do marisco é o único garfo que pode ser colocado do lado direito do prato;

    Ufffaaa.... (que cansaço)

 

Pois bem, cá em casa é assim : A regra é, tem que haver pratos, copos e talheres, a disposição? A criatividade dita!

 

 

 

Nesta mesa que criei só para vocês, para falarmos de natal usei uma disposição bem parecida com o tradicional, mas ainda assim mais confusa e meio ''desarrumada''. Gosto que as mesas não sejam super formais, nem ''sérias'', gosto que sejam convidativas que sejam sinal de vida!

 

 

 

 

Um dos truques que mais gosto de fazer é de criar centros de mesa que sejam ''interactivos'', por exemplo se tenho uma tábua de queijos com muita quantidade de queijos, frutos secos e fruta, vou integrar alguns desses elementos no centro, como os frutos secos ou a fruta fresca quase como a convidar as pessoas a usarem esses elementos caso queiram. 

 

O mesmo faço com os marcadores do prato, por exemplo nesta mesa usei um raminho e uma nóz em cada prato, e quando os convidados se sentam convido-os a integrar essa pequena parte no centro de mesa. 

 

 

 

 

Em relação aos pratos e copos.

 

Nesta mesa usei os pratos grandes brancos da H&M Home e os de cima pequenos são pratos de família. 

Gosto sempre de ter o prato de ''base'' mais neutro e quebrar depois com um prato pequeno mais trabalhado. Afinal o de baixo é o que fica sempre na mesa e não gosto que se torne cansativo. 

 

Aqui usei uma toalha feita de linho de um tecido Pedroso e Osório.

Usei no centro uma base de cobre comprada num antiquário, velas, e muitos verdes, bagas silvestres, nozes e 3 grandes marmelos pelos quais me apaixonei na praça!

 

 

 

 

Dicas importantes quando estão a fazer o vosso table setting : 

 

- Saiba o menu, é importante perceber que tipo de espaço ocupará o jantar na mesa; travessa ? servido à mesa?  buffet?  etc..

- Comece do centro para fora, pense num cetro de mesa, e depois desenvolva até aos pratos etc.. 

 

- Garrafas fora da mesa, a não ser que sejam bonitas;

 

- Ponha sempre protector de mesa debaixo da tolha - vai ficar muito mais descansada sem ter medo de manchar a mesa!

 

- Escolha uma boa toalha, mas se é um jantar informal opte por guardanapos de papel que tenham uma cor gira e que sejam de boa qualidade - é menos uma coisa para lavar no fim da noite!

 

- Se não quer nada muito sério conjugue pratos antigos de família com peças do dia-a-dia, sobreponha um prato com outro, por exemplo isto vai dar um toque mais sofisticado mas não tão formal.

 

- Faça uma disposição à sua medida e à medida do menu, não se prenda por regras de organização de mesa;

 

- Evite velas perfumadas e cheirinhos ao pé da mesa.

 

- Ter uma tábua de queijos é fácil e quase toda gente adora - DICA na tábua de queijos adicione sempre um elemento doce (compota, fruta...) e um elemento seco e crocante ( frutos secos, sementes...).

 

- Crie um ambiente ou conte uma história: use pequenos detalhes como um pequeno ramo sobre o guardanapo, um marcador personalizado ou mesmo uma tea lights em cada lugar, estes pormenores vão fazer toda a diferença!

 

- No ambiente à volta da mesa, as flores e as velas são os melhores acessórios, decore todo o espaço com vários pontos de luz, com recantos de velas e flores, quem entrar vai sentir um mood muito cool no ar! (mais sobre flores e jarras neste post)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1/5

 

A cima de tudo, desfrute os jantares são os melhores convívios! Se é aqule género de pessoa que stressa imenso com estas coisas, espreite ainda este post!

 

 

Produção: 2for1design 

Fotografias: Teresa Aires 

Agradecimentos: Fusion Interior Design 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Paris, o que vem, o que vai e o que fica.

January 27, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes