Vamos lá ajudar a minha cozinha!

November 25, 2017

 

Já não é novidade, aliás falámos aqui (adiciono link do ultimo post) que a minha cozinha precisa de ajuda.

 

Hoje decidi partilhar com vocês algumas das técnicas que uso para me orientar/organizar nos projectos.

 

Como vos tinha tido, vou recorrer à ajuda da fixando que para quem anda mais desatento, é uma plataforma online que facilita a nossa procura em termos de serviços, seja um serviço de catering, um fotógrafo, um decorador de interiores ou eletricista, you name it! E por isso mesmo, consigo condensar todas as minhas necessidades no mesmo local. MAS se acham que é só pedir orçamento e está a andar, estão muito enganados!

 

Aqui para mim (e que já trabalhei como designer a tempo inteiro) aprendo que mesmo quando recorremos a profissionais devemos ter a certeza que temos tudo organizado e definido antes de procurarmos ajuda - isto porquê? 

 

 

 

- Medidas: para pedir um orçamento convém sempre ter medidas, imaginem-se no lugar do profissional, ter que dar um orçamento com base em medidas vagas e sem nexo; É importante fazermos as medições antes de pedirmos ajuda, para mantermos os valores que nos são dados dentro do real e para nos próprios sabermos ‘’ do que estamos a falar’’.
 

 

- Estilo / inspiração: Ter noção daquilo que pretendemos para o nosso espaço é essencial! Claro que podemos sempre contratar um decorador de interiores, mas se assumimos que não queremos não podemos ligar ao pedreiro e pedir um orçamento com base em nada, certo? Procure no Pinterest, no Instagram, nas revistas ou mesmo aqui no blog, mas faça questão de ter imagens de inspiração, ou uma base de comparação. Não há nada como dar exemplos para poder discutir valores, materiais etc..

 

 


 

- Noção da realidade - sim leram bem. É preciso ter consciência que determinados ofícios custam dinheiro, e isso não quer dizer que sejam caros, apenas quer dizer que são justos. Plataformas como a fixando, conseguem ajudar-nos no comparativo de preços ou mesmo a descobrirmos o mais barato e melhor para o serviço certo, mas é preciso ter noção dos valores. Sim, um carpinteiro não vai cobrar 20 euros por uma mesa de jantar, sim um pintor não cobra 100 euros para vos pintar a casa toda. Tenham em conta o gasto de tempo, materiais e mão de obra!

 

 

 

Depois de definidos os pontos chave para avançar, depois de terem medidas e saberem o que querem, façam uma lista de TUDO o que precisam de fazer relacionado com o serviço que procuram, porque se é para poupar uma coisa vos garanto, mais vale pedir tudo de uma vez só que fazer as coisas aos bocadinhos! 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Paris, o que vem, o que vai e o que fica.

January 27, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes