Tu e a tua cara metade vão viver juntos?

January 9, 2018

 

Eis alguma dicas que podem ser muito úteis para organizar e definir a decoração da vossa casa!

 

 

 

 

1. Não misture estilos. Estabeleçam um estilo intermédio: 

 

O erro número um  dos casais é tentar fazer muito rápido demais. 
Quando estão em processo das mudanças, ajuda sempre ''desfazer'' as malas em conjunto e definir logo à partida o que gostam ou não! Assumindo que um casal novo não tem assim tantos móveis e peças decorativas é sempre bom ver em conjunto aquilo que tem ou não, para depois juntos avançarem para as compras de novas peças! 

2. Descobrir os rituais diários de cada um : 

Pode já conhecer os rituais do seu namorado/a mas o importante é perceber a sua interacção com a casa. 
Agora vão ser dois no mesmo espaço, é importante perceber as rotinas, para adaptar a casa e facilitar a logística. 
Por exemplo, se saem à mesma hora, e ela precisa de se maquilhar, faz mais sentido criar uma makeup staion no quarto para que ela não ocupe muito a casa de banho e assim possam gerir melhor o tempo dos banhos etc...   


3. As cores certas definem o espaço: 

Há dois, ou três estilos que partilham uma base de cores muito similar, por exemplo o clean, o Nórdico e o ecléctico, baseiam se em cores mais frias; brancos, cinzas etc... por isso a primeira decisão que deve tomar é a paleta de cor das paredes de sua casa. 
Os complementos que vem depois tanto de mobiliário como decorativos iram encaixar e desenvolver a estética da casa, mas a tinta é sempre a base.  
*Caso não cheguem a acordo com uma cor especifica, optem pelos brancos! Mais tarde e depois de sentirem melhor a dinâmica da casa puderam escolher uma ou outra parede onde queiram fazer um apontamento de cor!  ​​ 


  4. A fórmula  Soft + Light  vs  Strong + Dark  

Equilibrar o espaço com materiais e texturas é a chave de sucesso para uma decoração perfeita! 
Para os novos casais na descoberta do seu estilo perfeito, a chave esta na sempre infalível formula Soft + Light  vs  Strong + Dark ! Mas como por em prática?! 


Por exemplo: Se usarem tons soft,  como os azuis e os cinza mais frios, equilibrem a estética com apontamentos de madeiras, couros quentes e lata. 

Podem também alcançar um equilíbrio cool  de elementos masculinos e femininos através da introdução de tons mais suaves usando acessórios como almofadas, flores e outros elementos naturais que podem suavizar tons mais severos e escuros e criar uma paleta mista e mais ecléctica;   

 

 

 

 

5. Smart Choices: 

Quer arriscar? Usar cores mais fortes ou padrões mais extravagantes? Arrisque primeiro nas áreas da casa onde passa menos tempo, não correndo assim risco de se fartar, ou de um dos dois odiar!  A comunicação é a chave e se chegarem a conclusão que querem arriscar façam o teste em zonas como a casa de banho (especialmente se tiverem casa de banho de visitas), escritório ou quarto de hóspedes, se tiverem, se não podem optar por usar cor nas entradas de casa, ou zonas chaves na cozinha! 

6. Esteja disposto a fazer compromissos: 

É preciso reconhecer que todos nós temos peças que têm valor sentimental e que se tornam peças difíceis de nos separarmos. É importante manter suas peças favoritas à medida que adicionam outras e criam histórias conjuntas mas, se compromete a estética geral, não perca a cabeça! São apenas lembranças, guarde-as bem, o que não funciona agora pode vir a funcionar mais tarde!

 

 

 

 


7. As Texturas transformam um espaço: 

Um dos erros mais comuns é escolher só básicos, é mais fácil, bem sei. Mas o resultado final vai ficar bastante comprometido. Não queremos que a nossa casa pareça um cenário que o que dá vida, alma são apontamentos e acima de tudo texturas. Procure fugir aos algodões básicos, arrisque nas lãs, nos linhos e mesmo, quem sabe nos veludos! 

8. Coisas a ter em mente durante a compra de móveis: 

 

Procure formas elegantes e feminina com acabamento / cor masculina ou neutra, peças de cabedal, como um sofá ou um par de cadeiras, são outra maneira de trazer alguma masculinidade. 

Para poupar nas peças de cabedal procure peças vintage ou em segunda mão que por serem meias ''velhas'' trazem por sua vez um cunho forte de personalidade e carácter.  

 

 

 

 

9. Crie a sua casa de sonho: 

A chave é ser espontâneo e natural, deixar crescer a casa deixar que ela se transforme lentamente naquilo que pretende dela. Escolher o essencial na altura certa e depois ir deixando com o tempo que a escolha dos pormenores e os detalhes aconteça naturalmente.  


10. Acima de tudo mais, divirta-se: 

Quando se trata de decorarmos a nossa casa, é importante divertimo-nos no processo, envolvermo-nos o mais possível e acima de tudo fazer disso um projeto dos dois! 

 

 

 

(Imagens: Pinterst)

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Paris, o que vem, o que vai e o que fica.

January 27, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

December 10, 2019