Girls Rule the World - Quarto Delas

January 15, 2019

 Ora bem, por onde começar?
 

Os quartos vão lentamente ganhando personalidade, o delas é de longe o mais complexo, porque claro é para duas crianças com idades completamente diferentes. A Leonor do alto dos seus 9 anos acha que é adolescente ( ou já será mesmo?) e apesar de adorar dormir com a Luísa (de 9 meses) tem que ter o seu canto, as suas coisas.

 

Para vos ser sincera, esta nova experiência de viver numa casa maior com mais espaço ainda é uma novidade para mim, antigamente era tudo numa caixa de fósforos, por isso o quarto significava quarto de brincar, dormir, trabalhos de casa, vestir, despir etc...

 

Hoje, passados meses de viver nesta casa realizei que tenho tanto espaço, tantos recantos que a verdade é que se usar um espaço apenas para uma ou duas acções mais específicas consigo reduzir o ''barulho visual'', a tralha, a desarrumação e por aí fora.

 

Tendo um quarto de brincar (que será todo um projecto 2019, pois está uma desgraça) consegui criar a regra de não haver brinquedos no quarto, à excepção, claro de um ou outro boneco do mimo para ajudar a dormir. 

 

A segunda regra são os livros. A Leonor adora ler e tinha sempre quilos de livros no quarto e acabava por começar a ler 3 livros deixar uns a meio e começar outro ( a lei da muita oferta estão a ver?), por isso agora todas as noites antes de subirem, os miúdos escolhem um livro sobem com esse livro e o livro desce e é trocado por outro assim que seja lido - género biblioteca publica eheh. 

 

E por fim, e aqui uma questão bem mais prática, consegui aproveitar um espaço antes da casa de banho ( um género de antecâmara) para que seja o quarto de vestir (que chique)  - CALMA eu explico tudo melhor num próximo post com direito a antes e depois!! Mas a reter por agora é que a altura mais caótica do dia, pelo menos para mim e com três filhos, os banhos ao final do dia estão facilitados. 

 

Isto resulta também a que o quarto esteja com 0 roupa espalhada porque eles levam o pijama na mão para o tar quarto de vestir, enquanto um toma banho o outros veste-se e vise versa, tem saco da roupa suja, um armário com cremes e afins e espaço para eu ir tratando da Luísa. Parece um espaço enorme vão se rir quando virem o post. 

 

Agora a decoração. Apesar de trabalhar no meio da decoração e adorar design e tendências, sou muito realista. No que toca às camas fui básica, o mais básica possível mesmo, de madeira crua, com design simples e baratas. Sei que elas vão crescer e sei que não serão camas para a vida toda, por isso não é para já algo que me faça sentido investir. 

 

A minha ideia/plano/projecto, era investir num papel de parede lindo, lindo, lindo e que fosse a chave de todo o quarto. Infelizmente igualmente caro. 

 

Vejam as minhas ideias neste post. 

 

Tive que desistir, e durante muito tempo não sabia bem que volta havia de dar no quarto. 

 

Depois descobri este papel, que me encheu completamente as medidas. 

Adoro as cores, podemos puxar tanto pelos tons frios dos verdes e azuis como pelos tons quentes e terra. 

 

Foi literalmente amor à primeira vista e apesar de também não ser  muito barato usei o truque de definir as cabeceiras para poupar no papel e por outro lado criara uma divisão espacial ainda que só visual. 

 

Mas faltava qual quer coisa...
 

 

Foi então que no mercado de natal da Stylista tive o prazer de ver ao vivo e a cores a Pineapple Company que já conhecia do instagram mas que nunca tinha tido o prazer de ver as peças. 

 

Quando me aproximei da banca fiquei logo fixada no candeeiro que achei prefeito para o cantinho da Leonor, cool , feminino e com  as cores perfeitas para trabalhar sobre o papel. 

 

 

Depois comecei a investigar melhor a banca e foi aí que vi estes dosséis, uau. 

Era isto que faltava. Era isto que ia trazer o toque romântico e meio retro que tinha pensado no primeiro moodboard ainda nem vivíamos nesta casa. E se era para ser, teria que ser em grande, em vistoso, em amarelo!

 

Arrisquei. Encomendei e passado umas semanas chegaram! Lindos e maravilhosos, o last touch que faltava para trazer conforto a um quarto muito grande e pouco cozy .

 

 

 

Acho que a cor funciona a 200% com o papel e com o tapete da Urban Outfitters que não podia ser mais básico, mas que foi uma óptima compra, tudo funciona bem, não acham?

 

Colcha Zara Home, almofada Fusion Interior Design, manta H&MHome.
 

 

Agora, antes que perguntem, sim é de propósito estarem de lado e não na cabeceira.

Porque por um lado iriam tapar o papel, mas a cima de tudo porque parece que as miúdas ficam viradas uma para a outra e adoro isso!

 

Dá um certo ar de que vão adormecer a contar segredos uma a outra (ou pelo menos daqui a uns anos ).

 

Malas antigas da colecção de ''tralha ''da mãe, cogumelo de madeira, Zara Home.

 

Em geral a ideia foi conseguida, reduzir o ar frio e pouco pessoal do quarto, dar-lhe um mood mais romântico mas intemporal e claro, ideal para ambas as idades!

 

Cadeira de palhinha pintada com manta Nuage Wool, espelho comprado em velharia e coroa de flores preservadas do 2for1, claro :)

 

 

 Fiquei mesmo contente com o resultado e acho que é desta que o quarto é mais uma divisão fechada!

 

Agora posso focar-me no quarto do Lourenço que ficou cheio de inveja do dossel porque diz que também quer uma ''tenda'' no quarto. 

 

Deixo-vos com mais detalhes do quarto e com a promessa de um post sobre o tal quarto de vestir, boa?

 

 

Tapete da Urban Outfitters

 

 

 

Cabide de madeira H&M Home, pote e flor 2for1, saquinho Xica Cor de Rosa, e camisola da Leonor tricotada pela bisavô!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Paris, o que vem, o que vai e o que fica.

January 27, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes