O que conta são os detalhes.

E esses não precisam de custar fortunas. Cada vez mais dou importância aos pormenores, às pequenas coisas que quase parecem que vão passar despercebidas. Não é preciso gastar dinheiro, não são coisas que estão ''na moda'' ou tendências, são detalhes, mínimos apontamentos que fazem mesmo a diferença. Seja sobre uma mesa de natal, numa mesa de apoio, na forma como preparamos o quarto de visitas, ou mesmo como servimos a comida, tudo é importante para mim. É importante porque é o que faz as pessoas se sentirem bem recebidas, acolhidas em casa, para mim é isto que é o natal. A música que se ouve entre as gargalhadas, o cheiro a comida misturado com o cheiro a pinheiro, as gargalhadas, as conversas trocadas. O natal. Isso não precisa de ser medido em número de presentes ou em quanto custou o quê, mas pode ser sentido pela forma como nos abrem a porta de uma casa. No curto post de hoje vou vos contar como gosto de fazer isto sempre. Seja no natal, seja num simples jantar de última hora com amigos.